CASA NOVA:

https://www.facebook.com/pages/É-Sagrado-viver

10 de maio de 2011

Te perco. Te encontras.

“Subo a escada devagar para sentir nos cascos a quentura da pedra.
Uma borboleta pousou no corrimão bem ao meu alcance.
Prendi-a pelas asas, mas tremeu tanto que soltei-a.
Saiu voando buleversada como se tivesse ficado cem anos presa.
Nos meus dedos, o pó prateado. Tão breve tudo.
Prendi assim a alegria, ainda há pouco foi minha,
mas se debateu tanto que abri os dedos antes que a ferisse, 
não se pode forçar.
Um pouco mais que se aperte e não fica só o pó, mas a alma.”

(Lygia Fagundes Telles)



O bater das asas
O descompasso do coração
...
Por amor
deixar ir.

12 comentários:

  1. Que gracinha de post florrr! realmente alegria se vc num segura o cadinho que seja ela se vai e aí só restam memórias, adocicadas!
    Um bjo grande pra ti. ;)

    ResponderExcluir
  2. 'Prendi assim a alegria, ainda há pouco foi minha,'...hoje não mais!
    difícil é prender a alegria,bom é quando ela vai,e volta sem nem imaginarmos..só senti-la como se fosse sempre a primeira visita! :)
    Sempre lindo aqui,Queridona.
    Beijo grande*

    ResponderExcluir
  3. Sim, deixa ir...

    Não se pode forçar.

    Sannnnnn, coisa mais linda de Lygia, de você!

    Um beijooo!

    ResponderExcluir
  4. E que essa liberdade nunca tenha fim!
    Deixe ir, deixe ser livre.. e que volte quando quiser, quando der vontade! Por enquanto fica aqui batendo um papo, tomando mais uma xícara de café, não apenas para passar o tempo, mas também para, discretamente, derramar algumas lágrimas escondidas pela face.

    beeeeeeejos Sam!

    ResponderExcluir
  5. Olá Sam
    Nada preso pode significar alegria, pois a felicidade é livre.
    Bjux

    ResponderExcluir
  6. OI Sam! Adorei teu blog. Adoro O pequeno Principe "você se torna responsável por aquele que cativou!"
    Beijos
    Zelia

    ResponderExcluir
  7. Lindeza, leveza. Sem mais tentativas para definir a liberdade na alegria.

    Um beijo, querideza!
    PAI te cuide!

    ResponderExcluir
  8. Gostoso demais ter vc em minhas
    duas moradas querida.
    Obrigada menina.
    Bj da Zilminha.

    ResponderExcluir
  9. "Deixar ir" é uma expressao recente pra mim, e que tem grande significado. Tudo que tentamos aprisionar, acaba se "soltando" e fugindo de nós.
    Que terna essa foto :->

    * Por acaso ontem o chefe tava vendo o blog junto comigo, e comentou que você parece uma atriz, ele só nao lembrava do nome. Eu tenho uma amiga atriz!!! rs Sam-zinha, já te disse sou de Curitiba????

    ResponderExcluir
  10. O amor não admite amarras, é a borboleta colorida que todos admiram e que deixa suas cores prateadas em que um dia pousou.
    Abç, linda.

    ResponderExcluir
  11. Lindo!
    Devemos apenas comtemplar a felicidade. Felicidade é livre, não gosta de prisão!

    Bjks

    ResponderExcluir
  12. lindo demais isso :-))


    Aliás, esse blog todo é lindo.

    Muito lindo.

    Beijos

    ResponderExcluir

"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz."

(Exupéry)