CASA NOVA:

https://www.facebook.com/pages/É-Sagrado-viver

4 de junho de 2011

Eu quero apenas um vento forte... levar meu barco no rumo norte
E no caminho o que eu pescar quero dividir quando lá chegar...
(Roberto e Erasmo Carlos)
O barco da vida é frágil. De uma hora pra outra, uma onda inesperada, ou um simples vento, te joga fora do seu navegar em águas tranqüilas. O bater em uma pedra, que parece de propósito, colocada no caminho, pode provocar buracos sem conserto em seu casco.
Se estou sózinha, porque acho que todas as pessoas são iguais e sempre vão me magoar ou por que repeli a todos com meu mau humor e rancores excessivos, será impossível tirar a água que invade e nos puxa pra baixo, remar e ainda procurar o rumo certo pra sair da tempestade.

Se alguém te magou, se alguém te feriu, não deixe de tentar outros relacionamentos e novas amizades. A mega sena nem sempre sorteia seus números e nem por isso você deixa de tentar a sorte no próximo jogo. É preciso acreditar que se pode ganhar e continuar tentando.
Num mundo cruel e com taxas altíssimas de desamor, saber que não estamos e que não ficaremos sózinhos, nos ajuda, ainda que com probabilidades de chuvas e trovoadas, continuar a ir frente sem medo. Sabendo que temos com quem contar.

Cultive pessoas, cuide-as, regue-as, pode-as se necessário, mas faça com que elas cresçam junto a ti.
Como já dizia o poetinha Vinícius: “É impossível ser feliz sózinho”


*Obs: Continuarei a postar com licença poética. 
Deixo o dom de emocionar e fazer refletir, com palavras,
para aqueles que realmente o tem. 
Esse texto foi somente um desabafo.

28 comentários:

  1. É realmente impossível ser feliz sozinho...
    Um grande bj querida amiga

    ResponderExcluir
  2. Sam, minha liiiinda!
    Ai que saudades q eu fico quando tu não passa no meu blog para deixar teus carinhos, que me fazem tão bem!
    Lindíssimo esse texto. Me fez pensar demais. Porque a vida é exatamente assim, do nada a vida tira a gente do lugar em que está, faz estragos, joga pra longe.. e tudo que nos resta é ir se reconstruindo. Só que a tarefa é bem dificil né.
    E as vezes os buracos, as marcas são tão grandes que a impressão que dá é que nada é capaz de tapar de novo.
    Mas a gente sabe que tem conserto. Sempre tem. Basta ter paciência para fazê-lo.
    Um beijo lindona q eu adoro!

    ResponderExcluir
  3. Olá

    É impossível ser feliz sózinho, assim como sê-lo(totalmente) com quem nos completa...

    A felicidade é uma ilusão!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. "Cultive pessoas, cuide-as, regue-as, pode-as se necessário, mas faça com que elas cresçam junto a ti."
    É disso que torna a vida mais fácil e doce de se viver!
    Podemos ser tristes sozinhos,mas nunca felizes sozinhos, não tem jeito.

    "Tocar uma vida com carinho é a forma mais espetacular de fazer Deus sorrir."
    Ps: tu quem mandou uma vez no orkut do Léo,e eu achei lindaaaaaaaaaa :)
    Beijo,Samzinha.
    Lindo domingo pra ti!

    ResponderExcluir
  5. Sam, adorei seu texto viu?!!!
    JAMAIS devemos desistir das pessoas porque uma nos maguou, não devemos generalizar, pois a vida é cheia de surpresinhas boas e lindas. Ter alguém com quem contar já me tirou do fundo do poço e com pessoas assim por perto nossa vida só tende a melhorar!!!!!
    Sua linda, que seu fds seja iluminado. Bjokita do tamanho do mundo!!! ;)

    ResponderExcluir
  6. Minha querida

    Um texto muito pés no chão, realmente temos que seguir sempre em frente, mesmo que nos magoem, temos que acreditar que o próximo amor será melhor, adorei ler-te e deixo um beijinho com carinho.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  7. Sam seu texto está lindíssimo!!
    Bom final de semana!! =**

    ResponderExcluir
  8. Gostei de seu blog. Te seguindo. Sempre estarei por aqui. Se possível, visite meu blog:

    http://deletrasasentimentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi Sam,
    A felicidade há de ser partilhada. Ninguém mesmo pode ser feliz sozinho.
    Se não cultivarmos nossos laços afetivos acabaremos sós e infelizes.

    Vim conhecer seu lindo espaço e já me acomodei.
    Ficarei feliz com sua presença em meu recanto.

    Bjs. e ótimo domingo.
    (http:nuvemdeestrelas.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  10. Sam, desabafe quanto quiser... você não está sozinha.

    Pode ir ser feliz... se alguma pedra atingir o casco do seu barco, nade, boie, ou qquer outra coisa, mas não precisa afundar junto...

    Jan

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Falar de barcos é provocação
    É como trautear a melodia
    da minha mais amada canção
    É imaginar
    que possa largar
    vela de barco
    sem leme, nem amarração
    dispensar o cais
    e não recear ondulação

    A vida, contudo, o exige tantas vezes
    e eu respondo
    Se no meio do mar surge a tempestade
    não me escondo,
    enfrento-a
    Solidão? Oh, sim
    no alto mar não há como a não ter
    Mas...
    reforça-me a necessidade de conforto
    dos amigos com que, em terra, me encontro
    trocando falas, sorrisos, palavras
    por vezes doces, por vezes amargas
    umas de poema, outras até bem parvas...

    Se posso viver sózinho?
    Nem pensar!
    Como iria
    arranjar energia
    para a mim próprio me aturar?

    ResponderExcluir
  13. oi Sam,

    a felicidade é um sentimento
    de mão dupla,
    precisa sempre de outro,
    senão não tem sentido...

    adorei,
    muitos beijinhos

    ResponderExcluir
  14. gostei do texto, é bom desabafar as vezes.
    ^^ estou segundo voce.

    ResponderExcluir
  15. Tinha o costume de ler o que as pessoas comentavam de um texto colocado em um blog, para depois emitir minhas opiniões. Não faço mais isso.

    Muitas coisas que fazia, como ficar de boca aberta perante alguns poetas e escritoras(es) que conheci aqui, não faço mais.

    de texto em texto, de idéias em idéias colocadas aqui, fui mudando meu jeito de me comportar, mas, ao mesmo tempo, fui melhorando minha maneira de escrever o que quero dizer.
    Falo como escrevo.
    Meu primeiro post foi um reflexo do que viria.

    Como você, gosto das palavras e o que elas dizem, e querem dizer.
    Não há, em sã consciência, motivos para que não externemos o que vai pela nossa mente e coração.
    A maneira como você vai fazer isso, com certeza já está delineada. O que pode impedir que vc escreva é uma duvida, uma insegurança quanto ao interesse que pode suscitar (maior, ou menor), de parte de seus leitores. Mas isso, não é importante...
    O interesse de seus leitores e leitoras, virá de sua sinceridade, e simplicidade. As vezes acertamos no assunto, na escrita, as vezes não. O que importa é escrever o que pensa, do jeito que pensa.
    Se você está pra baixo, não será a unica que estará no planeta; para alguém, o que escrever, será importante. Para você, o que escrever, SEMPRE será importante.

    Tanto é verdade o que eu disse que podemos perceber as reações das pessoas ao que escreveu aqui. Não li, mas, passei os olhos.

    Vá em frente, coloque suas licenças poéticas, são bonitas; mas, coloque um pouco de você também, isso pode se revelar mais poético, e mais bonito.
    Experimente.

    De fato, o barco da vida é frágil... Mas extremamente rico!
    Por ser frágil, e rico, há que se tomar cuidados; conosco e com os outros.
    Acho que você está pensando corretamente: não devemos nos abater por imprevistos pessoais negativos. A coisa é pensar de maneira positiva, amorosa. Quem quiser ficar remoendo coisas, que fique; mas não vale a pena.

    Gostei de ter lido algo seu.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  16. Samzinha, nesse barco que as vezes passa por tempestades, outras por bonança, estamos querendo ou nao com o leme na mão. A rota que seguiremos vai depender de instinto, conhecimento e ousadia.
    Ninguém vive sem essas três coisas, agora se vamos usar ou não é um risco que vale a pena, pois somente assim viveremos plenamente.
    E nesse navegar da vida, vamos pescando uma bagagem de conhecimentos, experiências,e novidade de vida que devemos repartir com aqueles que não as conhece. E o que pescamos e não é bom a gente joga fora naquele mar do esquecimento.
    Adorei o texto querida, você foi autêntica na sua expressão.
    Beijokas doces para a menina mais doce!

    ResponderExcluir
  17. Tem um selo em meu blog para você.

    Grande abraço

    http://deletrasasentimentos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. oi
    gostei muito de seu blog
    estou lhe seguindo
    bjos
    me visita e segue?

    http://rgqueen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Amiga, sou suspeita em falar sobre escrever, porque se eu nao escrever acho adoeço, e quem lê é quem se identifica (de uma maneira ou outra), nao que isso me convença que eu escrevo bem.

    As pessoas se identificam, na verdade, com a leitura, eu costumo valorizar mais o que é autoria própria, mas nao serei hipócrita em desprezar licença poética.

    O barco da vida nao só é frágil como está sujeito a tsunamis devastadoras, e quando nosso barco afunda é só mesmo as pessoas que nos fazem navegar denovo, os lacos que nos ligaram.

    Adorei o teu momento poético!!

    Beijo linda woman!

    ResponderExcluir
  21. Queria tanto acreditar que ainda vou poder viver o amor, imagina uma pessoa que nunca se dá bem na vida, esta sou eu. Não sou dramática, quando eu acho que vou dar certo, alguma coisa desfavorável me acontece. Tenho vinte anos e já estou cansada de meias solas, queria algo concreto em minha vida, você sabe de alguma formula para obter isso? rs. Se tiver me avise.

    beijos

    ResponderExcluir
  22. Ser feliz sózinho não é utopia!
    É uma tara!

    ResponderExcluir
  23. Vinícius,tinha razão! A felicidade não é algo que se realize apenas, no Eu...

    Continuação de bom domingo.

    ResponderExcluir
  24. Feliz postagem, belo texto, vc foi muiiito iluminada na postagem, um texto leve, delicioso de ler e tentar interpretar, pra vc bjos, bjos e bjosssssssssss

    ResponderExcluir
  25. San,

    Regar, cultivar laços.

    Perdoar, seguir em frente, não guardar mágoas, não julgar...não a tantas coisas.
    Eu achei seu texto o mais belo desabafo.
    Não vivemos sós.

    Eu concordo com todos:

    É impossivel ser feliz sózinho.

    E sai daqui feliz e cantando Bethânia:

    Eu desejo amar, todos que eu cruzar pelo meu caminho.

    Um beijo minha flor.

    ResponderExcluir
  26. Parabéns pela singela e pela beleza (ihhh rimou!!) do seu blog! Fiquei encantada!
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  27. Você tem realmente o dom da palavra Sam, voltarei sempre!

    Bjus!

    ResponderExcluir

"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz."

(Exupéry)