CASA NOVA:

https://www.facebook.com/pages/É-Sagrado-viver

8 de junho de 2011


Quieta, silenciosa, transitando lentamente pela casa, habitando o por dentro amplamente. Organizando meus livros, minhas gavetas internas, desarrumando outros espaços que de tão organizados me impossibilitavam novas manobras. Ouvindo outras músicas, conhecendo outros ritmos, respeitando o meu. Que me importa se é quase carnaval e todos os blocos estão na rua? Quero é o aconchego da quietude, da minha cama quente, o barulhinho frenético do teclado do meu computador. E essa musiquinha calma que me embala, sussurra. Nada grita, nada desagrada, não há desconforto; apenas estou quieta, observando, percebendo outras sensações que não as já tão conhecidas. Comendo quando tenho fome, dormindo quando sinto sono, lendo pra me alimentar do que gosto, escrevendo quando posso, enfim, desfrutando o aconchego do meu próprio colo…Falando pouco, um pouco séria, mas a minha alegria ainda impera, permeia tudo, o estado é de contentamento.

Se estou muito quieta e se recuso todos os convites para a pré-folia, não se incomodem, é a paz instalada no peito, e eu me fazendo a melhor das companhias… Claro que vasculhando tudo encontrei muitos fantasmas, mas, acreditem, existem muitos fantasmas bons.
(E me lembro do que escrevi pra alguém que um dia estava passando por um momento semelhante: que mãos vazias ainda são as melhores para se colher flores…)

(Marla de Queiroz)

25 comentários:

  1. Uma intensa alegria nos invade quando nos propomos a viajar pro reino de nós mesmas.A bagagem já está pronta, tudo de que precisamos já se encontra à mão. Uns acertos aqui, outros ajustes ali, alguns avisos ao mundo de fora e voilá,cá estamos nós iniciando uma bela, pitoresca e calma viagem por esse reino próximo,muitas vezes relegado diante das urgências do mundo de fora, mas presentemente silencioso de portas sempre abertas. Basta que aceitemos o convite e nos reencontremos com quem fomos, com quem somos, com quem seremos...
    Velas ao mar, companheiras!
    Bjkas,linda Sam.
    Calu

    ResponderExcluir
  2. Sam,

    Acredito que estar em paz com a gente não tem preço.
    Estou exatamente num momento como esse que a Marla, tão sabiamente descreveu. Estou me redescobrindo...

    Acredito que o silêncio, o estar conosco, o ajeitar gavetas (...), proporciona tantas pequenas e significantes descobertas internas. Tantas.

    Descobertas um pouco descritas no trecho:


    ""Fui o silêncio
    do sino das históricas torres das catedrais,
    após seus dobrados.
    E ouvi,
    além da voz da brisa
    em busca de paz,
    o rebuliço das andorinhas
    e pardais
    confeccionando
    seus ninhos.""


    Trecho do poema “Já fui silêncio”


    Menina que levo carinhosamente no coração: muita luz, muita fé,

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Por vezes o desamor é tão intenso
    que toca o outro lado, que lhe é extremo
    deixando-nos a doce impressão
    de se estar na plenitude, em solidão

    Não é um sentir de mulher, acontece a um ser qualquer...
    (acho que a poesia
    existe
    para nos mascarar de alegria)

    ResponderExcluir
  4. A gente tem que se permitir isso Samzinha. Se vivermos regras e métodos, nossa vida fica sem cor e sem graça. Permitir fazer o que gosta, como gosta, quando gosta...
    Sabe que lendo esse texto, achei engraçado porque hoje fiz exatamente isso. É minha folga e eu levantei pra começar a minha rotina e descobri que estava com vontade de mais cama. Voltei pra ela sem culpas e dormi o dia todo, com um pouquinho de pesadelos, mas nada que a preguiça não venceu.
    Adorei o texto Sam, pude me inserir nele.
    Beijokas e boa noite.

    ResponderExcluir
  5. oi Sam,

    viver com intensidade,
    dando cor e sabor à vida,
    ai está o verdadeiro sentido de viver...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Olá Sam,
    Sentir-se plena, mesmo estando só, é uma demonstração de que o nosso ser já se encontrou.
    De vez em quando, fazer uma limpeza externa e interna é muito gratificante.
    E, melhor ainda, é poder saborear os minutos de paz que a vida nos proporciona.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Às vezes a gente só quer deitar e descansar os pensamentos e preocupações num canto... Isso faz parte de nossa vida! E é necessário para nosso bem-estar! Ficar só, conversar com Deus, pensar em outras coisas, as quais não podemos pensar na correria do dia-a-dia... Sabe, eu aproveito para fazer isso antes de dormir. Me deito na cama e penso, penso e penso. Penso tanto que dá sono! rsrsrs

    Beijos, Sandrinhaaaaaaaa! Boa noite!

    ResponderExcluir
  8. Sam, me identifiquei TOTALMENTE com o texto da Marla. Eu de tempos em tempos tenho que me guardar bem quietinha, só eu, meus pensamentos, meu botões, toda tralha que trago amontoada na cachola e no coração. E isso para mim é fundamental para manter uma vida saudável psicologicamente falando. Olhar para dentro, nos enxergar tbm é preciso.
    Ameiiiii o post, arrasou!
    Minha linda, que sua quinta seja maravilhosaaaaaaa...bjokitas gigantescas!
    ;)

    ResponderExcluir
  9. Que texto Lindo!
    Em um momento a gente tem que nos permitir ficar conosco mesmo, e talvez a paz que tanto procuramos esteja dentro da gente. E cá entre nós, estou me sentindo um tanto assim também.
    Beijos meus

    ResponderExcluir
  10. Há momentos assim, em que é fundamental viver o silêncio.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Por vezes o silêncio é o melhor companheiro e aquele que mais verdades nos diz.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  12. Esse "toque de recolher" é tao necessário, porque é ele que resulta nessa paz do texto! Lindo ele, Sam-zinha! Aliás, eu já tô dizendo por aí que você, a Lena, a Meiroca e a Vera Lúcia do Recanto do Sol, tem sido o Quarteto Fantástico da blogosfera, porque só trazem o que há de melhor no relicário!!!!

    # Ahh fiquei triste que o babado nao tá funcionando como deveria... mas quando puder volta lá denovo, amiga! Nem precisa dizer que fiquei me achando com o elogio né! Nao conhecia a belezona! Um amigo de H. me chama de Natascha McElhone (a Karen da série Californication). Outra belezura também. Depois me diga se acha também.
    Como sabe sou alta? Tenho quase 1,80 hehe Você deve ter 1,70?
    Lindeza (como diz você), adoro te ver pelo blog, acho muito legal essa sincronia que temos. E até já sinto falta quando nao aparece, eita!

    Boa quinta pro cê, bem sem estresse nenhum e linda e querida :->

    ResponderExcluir
  13. que viagens prazerosa pelo nossos interiores.

    adorei.

    beijo grande
    seu blog é ótimo. vou voltar. e sugui-la

    ResponderExcluir
  14. "Fantasmas bons"... felizmente que os há!
    Há recordações fantásticas!

    ResponderExcluir
  15. O descanso, a introspeção, o vivermos um pouco com nós mesmos é bom. Não devemos exagerar porque pode conduzir à solidão. Mas tudo o que é moderado é gostoso.

    ResponderExcluir
  16. Quando puder olha lá no mimo/selos que eu botei... aaaamo!!

    ResponderExcluir
  17. Que belo e singelo post querida!
    "é a paz instalada no peito, e eu me fazendo a melhor das companhias…" DISSE TUDINHO!
    BjO grande!

    ResponderExcluir
  18. Bonito texto Sam,
    Gostoso de ler e cheio de verdade.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  19. San,

    Eu tenho o livro Flores de dentro da Marla!
    Essa menina sabe escrever com a alma dela.
    O dia que a vi comentando no meu blog, quase desmaiei de emoção!
    ela é a coisa MARLinda do mundoooooo!

    Belo post!

    Seu blog é a coisa mais lindaaaaaaaaaa desse mundo!

    Beijo meu!

    ResponderExcluir
  20. Lindo mergulho para fantastica recriação da alegria.
    Meu terno abraço de paz e luz.

    ResponderExcluir
  21. Lindeeeeza, amei tudinho que você comentou! A tua dúvida já tá lá esclarecida no post de hoje, item 1.

    Tenha uma sexta-feira cheinha de coisas muito boas!!

    ResponderExcluir
  22. "... mãos vazias ainda são as melhores para se colher flores…)".

    Lindas palavras!
    Lindo post!
    Lindo Blog!

    Jan

    ResponderExcluir
  23. Belo texto, lindo, profundo, meigo, uma beleza de leitura e sentir, a harmonia entre o texto e a foto é maravilhosa,. pra vc minha linda deste romantico veterano, bjos, bjos e bjopssssssssssss

    ResponderExcluir
  24. Sam,

    Adorei seu blog!!
    Muito lindo!!

    O texto da Marla é maravihoso!!

    Beijo!
    Até

    ResponderExcluir

"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz."

(Exupéry)