CASA NOVA:

https://www.facebook.com/pages/É-Sagrado-viver

26 de julho de 2011


(...) Onde estava o defeito? No amor mesmo talvez! Porque enfim, ela e Basilio estavam nas condições melhores para obterem uma felicidade excepcional: eram novos, cercava-os o mistério, excitava-os a dificuldade… Por que era então que quase bocejavam? É que o amor é essencialmente perecível, e na hora em que nasce começa a morrer. Só os começos são bons. Há então um delírio, um entusiasmo, um bocadinho do céu. Mas depois! … 
Seria pois necessário estar sempre a começar, para poder sempre sentir?

(Eça de Queiroz in "Primo Basílio")


"Nós, os perecíveis, tocamos metais,
vento, margens do oceano, pedras,
sabendo que continuarão, imóveis ou ardentes,
e eu fui descobrindo, nomeando todas as coisas:
foi meu destino amar e despedir-me.
(...)
Perecível amor...
Perecível vaidade
Perecível saudade.
E mesmo assim
Como a fumaça desse teu cigarro
Seguiremos...
Aos tolerantes agrados
Aos transcendentes estragos..."

(Pablo Neruda)

33 comentários:

  1. Uma delícia ler isso. Parabéns pela escolha.
    Gd beijo

    ResponderExcluir
  2. Sempre começar.. esse é o segredo.
    tudo morre um pouco a cada dia se não sabemos cultivar e (re)começar.

    Que saudade daqui. Que saudades de ti.
    Beijo minha amadinha!

    ResponderExcluir
  3. Humm... Adorei Pablo. Mas Eça deixou um gostinho depressivo :(
    Eu sou otimista por natureza. E como todo otimista que se preze, acredito em amor eterno!

    Sam.. acho incrível essa forma de vc juntar dois autores com suas respectivas obras distintas e mesmo assim abordando o mesmo tema!

    Bjs em seu coração,

    Tânia

    ResponderExcluir
  4. Que beleza minha amiga,voltei a minha leitura do Primo.Sensacional,que beleza de escolha interligada.Bela esta sua arte de nos levar a reflexão.
    Aplausos para voce Sam.
    Um terno abraço.
    Bju de luz nos seus dias inspirados.

    ResponderExcluir
  5. "Perecível vaidade".

    (suspiro)

    Um beijo, Sam.

    ResponderExcluir
  6. Sam, minha linda, adoreiiiiii o post. Tudo é tão perecível nessa vida, eu gosto de recomeçar tudo a cada dia, olhar diferente para as coisas e para as pessoas, para descobrir coisas novas e bonitas nelas a cada dia que passa.

    Besitos com mega carinho meu ;)

    ResponderExcluir
  7. Um grande bj pelos dois textos que me apresentas antes de dormir. Vou ter bonitos sonhos, com certeza, perecíveis, mas belos.

    ResponderExcluir
  8. Costumo dizer que Pablo fazia autopsia ao amor...Por vezes demoro tempo a entender essa autopsia..mas quando consigo me delicio...vale a pena...lindo esse poema..bjs..bom dia

    ResponderExcluir
  9. Querida Sam!
    Voltei ao nosso canto! Depois de uma ausencia por razões de saúde, volto e vou ler tudo o que ficou para traz. A saudade já era grande! Belo texto este!

    Um beijo bem grande em teu coração

    ResponderExcluir
  10. oi Sam,

    começar e recomeçar,
    a cada dia,
    a cada momento,
    e viver uma vida nova e melhor...
    linda escolha querida!!!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Pablo neruda é uma delicia de ler

    perfeito

    pra postar esse poema
    haja sensibilidade
    parabens viou bjão

    ResponderExcluir
  12. Lindas mensagens!

    Tenha um lindo dia...beijos mil!

    ResponderExcluir
  13. Eu acho uma pena um sentimento tão sublime ser fadado ao esquecimento. A verdade, para mim, é que em tudo, não só no amor, é necessário o cuidado, o carinho. Regar sempre a plantinha e cuidá-la bem, para que não se vá, suma, desapareça.

    Um beijo, linda Sam!

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Lindonona, acabei de te enviar dois e-mails.....

    ResponderExcluir
  16. Oi, flor! Acabei de conhecer o seu blog e AMEI! Mto legal mesmo! Já estou seguindo :)

    Se puder dá um passadinha no meu blog tb, tem sorteios rolando por lá!

    Beijão, Letícia
    http://caseieagoraa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. aos estragos toleráveis que nos torna únicos e nos tira da mesmice de nós mesmos

    beeeijo Sam

    ResponderExcluir
  18. Sam querida,
    Textos filosóficos, creio.
    Não considero o amor essencialmente perecível.
    Ele somente muda de graduação, mas não deixa de ser amor. Há diversas maneiras de mantê-lo aceso.
    Por outra parte, se acaba, aí ,sim, é perecível.
    Beijos, gata.

    ResponderExcluir
  19. Sam,

    O amor precisa quebrar todas as rotinas, inventar novas sensações, alimentar o desejo a cada instante. Amar é uma busca permanente!

    Beijos, querida!
    AL

    ResponderExcluir
  20. Amor precisa de condimentos, caso contrário torna-se insípido.
    beijinho

    ResponderExcluir
  21. A junção perfeita de dois seres de eleição: Eça e Neruda!

    ResponderExcluir
  22. Condição humana e das coisas humanizadas, saber-se perecível desde o início, mas então , não iniciá-las?Impensável.
    È pois, defeito ou qualidade nossa, mesmo sabendo das finitudes, insistirmos na esperança de continuidade.
    Embora perecível, vale a pena a viver!!
    O bruxo e o pintor(Eça e Neruda)constatam a crueza mas a enfeitam de possibilidades.
    Bjinhos, linda Sam.
    Calu

    ResponderExcluir
  23. Sam,

    A gente sempre precisa ter essa força, como disse Caio: 'Remar. Re-amar. Amar.' Ir tentando sempre com mais fé, mais força, mais leveza... Mas tentar amar e ser melhor a cada dia, consolidar o bem,


    Ai Sam, correria aqui, e tempo escasso, mas vamos levando,


    Amo vir aqui! Vc sempre é exata!


    Bjos mil

    ResponderExcluir
  24. Minha querida

    Adorei estas mensagens...o amor precisa de chama para se manter acesa a paixão.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  25. Tudo na vida perece!

    Beijo querida!
    Luz e Paz pra ti!

    ResponderExcluir
  26. Bela escolha, uma postagem inteligente, pór isso é tão bom passear por aqui, pra vc bjos, bjos e bjosssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  27. É Samzinha, como sempre digo, a gente vive daquilo que nos faz morrer...

    Mas há de vir o que é perfeito, né?

    Um Beijo, Sam!!!!

    ResponderExcluir
  28. Oiie Samziita, você voltou e com tudo né? como sempre ^^
    Ah, excluiu? porque? =/
    Tenho Face sim, vou te mandar.
    http://www.facebook.com/profile.php?id=100000248666970

    Beijosmil, boa noite ;*

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  30. A gente tem que começar sempre San!

    Beijo amada!

    TUDOOO aqui é lindoooooooooo!


    Beijoo

    ResponderExcluir

"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz."

(Exupéry)