CASA NOVA:

https://www.facebook.com/pages/É-Sagrado-viver

15 de maio de 2011

"Tire seu sorriso do caminho que quero passar com a minha dor”

"Contrariando a mais elementar psicologia, mal perdemos uma pessoa amada, todos nos instigam a passar por cima. ‘Não chore, reaja’, é o que mais ouvimos. ‘Limpe a mesa dele, tire tudo do armário dela, troque móveis, roupas de cama, mude-se de casa.’ 
Tristeza e recolhimento ofendem nossa paisagem de papelão colorido. Saímos do velório e esperam que se vá depressa pegar a maquilagem, correr para a academia, tomar o antidepressivo, depressa, depressa,
 pois os outros não agüentam mais, quem quer saber da minha dor?”

(Lya Luft) 

34 comentários:

  1. Sam,
    É isso, Lya tem razão. Em prol do bom andamento das coisas, somos egoístas a esse ponto...

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  2. Rsrsrs pior que é assim mesmo, antes que o defunto esfrie querem enterra-lo. A dor de amor, só dói no espelho da gente.
    Esse post é ótimo.
    PS: A dieta estou precisando, todavia no momento não posso me preocupar com as gordurinhas. Eu a achei exagerada e por isso criei os textos. É uma forma de ativar meu humor. E são pessoas como você Sam que ajudam nessa hora. Mesmo à distância sentimos o carinho e isso muda o curso de muitas coisas.
    Beijos e um domingo maravilhoso.

    ResponderExcluir
  3. Na vertigem dos sonhos os sentimentos
    "endurecem" e a personalidade altera-se.

    Continuação de bom domingo.

    ResponderExcluir
  4. a pergunta deveria ser "quem suportaria saber sobre minha dor,e quem forte é para saber o que habita dentro de mim? muitas pessoas não estão preparadas,e é por isso que o silêncio me responde por qualquer palavra.
    Ô Sam,não gosto de ver-te assim,és tão cheia de vida e alegria,claro que nem todo dia é dia de rock'n roll,e às vezes acordar tem lá suas desvantagens,mas desejo que seja mais forte do que isso viu?
    Precisando de amigos,grita :)
    Beijo grande*

    ResponderExcluir
  5. Adorei o seu quem sou eu!!!
    Tão bom receber tua visita.
    E esse trecho da Lya é perfeito... os outros tem necessidade de ver a gente bem, mas não sabem que precisamos tb ficar mal um pouco para nos entender. A primavera é algo que só nós podemos introduzir em nossos dias.

    Beijocas =*

    ResponderExcluir
  6. Não comento um luto

    Tiro do caminho o meu sorriso
    e deixo passar a dor
    seja de quem for

    ResponderExcluir
  7. San, amadaaaaa!!

    Por isso eu amo essa lindeza da Lya!!!

    Eu acho um horrorrrrrrr qdo uma pessoa vê a gente sofrendo e fica dando antidotos de cura, conselhos pra virar a mesa, etc e tal.
    Dor é dor, e tem que sangrar, tem que doer pra curar.
    Mascarar a dor é o mesmo que passar uma base em cima de uma espinha. Ela vai continuar ali, mesmo disfarçada.
    Eu acho que tudo é tempo. E tem seu tempo.

    Tempo de chorar, tempo de sorrir,
    tempo de plantar e tempo de colher..
    (Eu amooooo esse trecho da biblia).

    E como diz a própria Lya:

    - As vezes é preciso recolher-se -

    O tempo cura. Mas tem que ter o tempo!


    Beijooooooooo menina que tanto ADORO!

    ResponderExcluir
  8. Querida Sam, é mais fácil lidar com a boa disposição do que com a tristeza, dos outros...

    ResponderExcluir
  9. às vezes somos egoístas mesmo e não deixamos fazer o luto necessário. É sempre mais fácil ser amigo na alegria, não é?
    Beijinho querida

    ResponderExcluir
  10. Infelizmente nossa dor é só nossa,
    sao raras as pessoas que compartilham dela, e te ouvem, te dao um colo...
    Quando meu pai faleceu, lá estavam as pessoas no bar em frente do cemitério tomando cerveja. Confesso no dia eu fiquei contrariada, mas fazer o quê se a vida segue, e a dor (minha, nao deles) também?

    Nao sei se foi o surrupio do Google ou o quê, mas quero ter (apenas) a impressão que você deu uma esfriada nos seus coments pra mim, e isso foi depois daquele do post "narcisismo blogueiro". Se acaso for, nem ligue Sam, eu também me incluo nesses narcisistas, porque sou uma de mao cheia, veja só, tenho dois cafofos! hehe E se por acaso estiver enganada, deixa pra lá!

    ResponderExcluir
  11. Oi Sam
    Comover todos nós sabemos, difícil é conviver com a tristeza.Parece que não caminha , paralisa os movimentos.
    Precisamos aprender a ser mais solidários.
    E o luto é a eterna ausencia , uma dor que algum dia vamos experimentar, quer queiramos quer nao.

    boa semana
    abraços

    ResponderExcluir
  12. Adoro ler a coluna da Lya..
    Este texto é a mais pura verdade..desejamos que o luto do próximo seja logo esquecido..mas quando o luto é nosso também nos demoramos...Pq falar é mto fácil quando não se está passando por aquela ou essa situação!!
    Bom domingo =)

    ResponderExcluir
  13. Sabe flor, acho essencial a dor tbm. Quando não estamos bem, temos que dar um tempo a nós mesmos, apesar da vida não parar quando queremos que pare, temos o direito a tristeza tbm. Às vezes é exigido demais de nós mesmos, não somos feitos de ferro e sim temos coração e temos que dar a ele o direito de sofrer e chorar quando necessário, sem se demorar na tristeza, claro, pois ela pode ser um vício! lindo post, bjo grande ;)

    ResponderExcluir
  14. Um amigo verdadeiro é alguém que chega quando todos os demais se vão, e se fica quando todos os demais desapareceram. Graças por ser meu amigo.
    Uma boa semana
    Bjs com carinho

    ResponderExcluir
  15. A Lya tem o dom de expor a verdade sem maquiagem, mas com tal firmeza, que faz rever num estalo as situações narradas.Parece um flash back da história de todos nós, em algum momento, em algum lugar__ parece que a dor pessoal incomoda e é preciso varrê-la pra baixo do tapete bem rápido.
    Ledo engano!
    Sabemos hoje, mais que ontem, que devemos viver nosso luto, olhá-lo de frente e só então deixá-lo ir-se.
    Um bjo grande, Sam.
    Calu

    ResponderExcluir
  16. Não nos dão mais o tempo para sarar as feridas emocionais, como se estar triste, recolher-se fosse vergonhoso...

    Como se ver alguém sofrer fosse um fardo... O que dizer? O que fazer? Na maioria das vezes, bastaria estar ali, quieto, silencioso, mas estar ali, e permitir que o tempo cure, acalme, ajeite...

    Tomara que a gente sempre tenha essa sensibilidade. Tomara que nunca me falte.


    Um beijo Sandra,


    LindoooooooooooOOOOOOOOOoooooooooooo aqui!!!


    Que a semana seja de bençãos.

    ResponderExcluir
  17. A tristeza faz parte da vida, assim como a alegria. Mas as pessoas costumam não querer ver o cinza de tudo, é mais fácil fingirem que o caminho inteiro é colorido.
    Bjo, querida Sam.

    ResponderExcluir
  18. Bem verdade isso: das pessoas não quererem saber da nossa dor, de nos proverem remédios...sem se preocupar...

    ResponderExcluir
  19. A perda mostra que o ser humano tem medo da morte ele finge para náo pensar, faz de conta, as pessoas sáo egoistas.
    Nossa dor nunca vai passar, pode melhhorar e só nós que sabemos o remédio a ser usado, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  20. Tens razão!
    É fácil para quem está de fora.
    Um abração!!

    ResponderExcluir
  21. Olá

    Dizem-nos..."Parte para outra"...

    Só que as mágoas doem...

    Bjs.

    ResponderExcluir
  22. Oi, Sam.

    Obrigada pela visita e por suas palavras... fiquei feliz demais por conhecer seu blogue! É um encanto isso aqui! Textos da melhor qualidade e uma beleza tão delicada que vou ficando tb... :)

    Nos falamos, entre os meus silêncios e as suas palavras de todo dia.

    Beijo, querida.

    ResponderExcluir
  23. É verdade Sam, na grande maioria das vezes não nos damos o direito de curtir nossas dores... E elas são essenciais pra nossa vida...

    Como eu sou muito intensa em todos os meus sentimentos.... Quando estou sofrendo sofro pra valer...

    Mas temos que saber a hora que tem que parar de doer...

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  24. Que forte.
    Eu compartilho desse pensamento.

    Solidão necessária. Dor necessária.

    ResponderExcluir
  25. É um imenso prezer conhecer o seu blog e deixar aqui o meu comentário, pois sei o quanto é gratificante receber um. Já recebi milhares deles e cada um que recebo sempre me deixa feliz. Ofereço a minha página e meu msn para ajudar com seu blog. estou a quatro anos neste universo blogueiro e adoraria que vc tbm entra se nesse mundinho. MEU BLOG www.dado.pag.zip.net MSN dado.pag@hotmail.com . Um abraço Dado

    ResponderExcluir
  26. Infelizmente não sabemos lidar com a tristeza, principalmente a dos outros...

    ResponderExcluir
  27. Bom dia! :)
    Queria lhe agradecer por fazer parte do meu trabalho no blog amar.go!
    Por isso, tem um selinho pra ti:

    http://amar-go.blogspot.com/

    Fique bem Sam! (F)

    ResponderExcluir
  28. Concordo, é dificil esquecer um grande amor, mesmo quando está longe.

    ResponderExcluir
  29. O mais experiente para ser honesto. Isto que eu sinto e eu sinto sua dor é uma mentira, porque todo homem tem sua alma e suas próprias experiências

    ResponderExcluir
  30. Boa tarde, querida amiga Sam.

    É assim mesmo.
    A intenção é boa, mas nessa metamorfose da vida, ninguém pula etapas.

    Um grande abraço.
    Tenha uma linda semana de paz.

    ResponderExcluir
  31. Há a intensa necessidade de nos permitirmos, de permitirmos nossas alegrias, de permitirmos nossas dores - e sem culpas.

    Um beijo, linda flor! *=
    PAPAI te cuide!

    ResponderExcluir
  32. É caríssima Sam, tudo parece fácil e contornável quando é com os outros. Nossa dor sempre será única, podemos e temos o direito de sentir ao nosso modo. Belo texto minha cara, até outras vezes.

    ResponderExcluir

"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz."

(Exupéry)