CASA NOVA:

https://www.facebook.com/pages/É-Sagrado-viver

9 de agosto de 2011

"As bolhas de sabão que esta criança se entretém a largar de uma palhinha são translucidamente uma filosofia de vida. Claras, inúteis, passageiras, amiga dos ohos, são aquilo que são... Algumas mal se veem no ar lúcido. São como brisa que passa... 
E que só sabemos que passa porque qualquer cousa se aligeira em nós..."

(Alberto Caeiro)


**Pessoal, desde o final da semana passada,
não consigo comentar em alguns blogs.
Blogger mau caráter!!
Espero conseguir voltar logo!

32 comentários:

  1. Vidas com bolas de sabão.Vidas transparente e translucidas.Uma bela rflexão Sam.O blog tem vez que tem umas manias, mania de fazzer raivas.Mas isto tambem passará,rsrs.
    Um abraço terno.

    ResponderExcluir
  2. Ohhh querida muito obrigado pela visita!!
    É um prazer tê-la por perto,sinta-se a vontade para comer biscoitos e tomar um chá comigo rs!
    Sempre que puder estarei por aqui, estou adorando seu blog.
    Tenha uma ótima semana!!Bjs

    ResponderExcluir
  3. Lindas bolhas de sabão
    Um grande bj querida amiga

    ResponderExcluir
  4. Álvaro de Campos não terá gostado tanto assim e foi perguntar ao menino se considerava inuteis suas bolinhas de sabão. O menino, sorrindo repondeu: Não.

    (Nem tudo o que um poeta escreve agrada ao poeta que o lê...o resto é Fernando Pessoa. Uma Pessoa... boa)

    ResponderExcluir
  5. bj Sam...saudades viu,,,sempre inspirador aqui...bj

    ResponderExcluir
  6. Ah, sobre as dificuldades em comentar, já me aconteceu. Resolvi, se quer resolver faça como eu digo aqui Talvez resulte...

    ResponderExcluir
  7. Engraçado como as bolhas de sabão encantam as pessoas desde sempre, né, Sam? Têm um Q de magia, estou certa disso.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Sam querida, blogger do mau mesmo! :/
    Espero que volte ao normal loguito!!

    belas bolhas de sabão, leves, leves, leves!!

    bjokitas mil.

    ResponderExcluir
  9. As bolhas e sua leveza,

    As bolhas e seus pequenos arco-íris,

    As bolhas e suas brincadeiras,

    As bolhas e a lembrança da infância,

    As bolhas... Que fizeram doces tantos momentos de crianças, por aqui, agora, tornam minha manhã mais doce,



    Sam, o meu melhor sorriso pra Vc!


    Bjkas

    ResponderExcluir
  10. Olá Sam

    Na vida tb temos "bolhas de sabão" que felizmente se esfumam rapidamente...

    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Essa imagem me lembrou muito a minha infância...vivia fazendo bolinha de sabão.rs...

    - Você consegue acessar o meu? Um dia desse uma seguidora nao estava conseguindo... que coisa chata!

    Um beijo querida...

    ResponderExcluir
  12. So lindezas por aqui amoooooooooooooooo!

    ResponderExcluir
  13. Sam,
    Caeiro deixa tudo translúcido, tão lúcido; tão lúdico também...
    Amo estar-me aqui, amiguinha...

    Abraço pueril,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  14. oi Sam,

    adoro as cores,
    a transparência e a leveza
    dessas deliciosas bolhinhas,
    me remetem a infância,
    e isso é sempre muito bom...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  15. O vídeo não abre!

    Quanto aos comentários... usa o FireFox ou o Safari... ou ainda o Google

    ResponderExcluir
  16. Lindeza minha, que saudades de você!
    Amei o post!
    Beijinhos e fique com Deus. :)

    ResponderExcluir
  17. Prefiro Álvaro de Campos,mas escolheste muito bem

    Beijos

    :)

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Olá, querida SAM,
    Como eu e minha turminha gostávamos de soltar
    estas bolinhas!
    A duração delas é tão efêmera como
    alguns fatos, passagens ou pessoas em nossas vidas.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  20. Alberto Caieiro talvez fosse o mais filósofo das pessoas do Pessoa. Mas esses momentos se passam mesmo coma gente. Ainda bem que a mesma brisa que os traz, leva. rsrs. Abraços, Sam. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  21. A efemeridade das duas belezas: a infância e as bolhas,resgatam a magia que ambas exercem em nossa memória afetiva quando adornada pela marcação poética de Pessoa.Uma dupla encantadora!
    Bjinhos, linda Sam.
    Calu

    ResponderExcluir
  22. Queridona,
    tava tentando comentar aqui tbm e nnão conseguia, sabe como é blogger sempre tem bug pra fazer nossa alegria.

    Adorei esse trecho, muito bem escolhido.
    Mas vim te convidar tbm a conhecer meu novo espaço onde estou escrevendo com algumas amiga, é um blog bacana, com sacada feminina mas tbm masculina. Dá uma passada pra ver se vc gosta, o link ta la no blog beijos

    ResponderExcluir
  23. Assim como a Gisa, achei lindas as bolhas de sabão! *-*

    Tenha um ótimo fim de tarde Sam.
    Beijos doces.

    http://amar-go.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. São tão lindas essas bolhas de sabão!!!!

    Como tudo aqui, que é lindo!

    Sanzinta, nem me fale em PC, em conexão, que eu sofro disso há anos.
    Minha conexão aqui é via rádio, a única coisa que chega onde moro, acredite.
    E é um horror!!!

    Mas vc estando ausente ou não, esta sempre presente aqui óóó: ♥

    E eu adoro você dum tanto que ce nem imagina!

    Beijoooooo

    ResponderExcluir
  25. Olá Sam
    Desculpe pela ausência.
    Adorei o fragmento.
    Bjux

    ResponderExcluir
  26. Ai Sam, que lindo, que delicado.
    Sabe que eu amo bolhas de sabão! Acredite que tenho um trequinho de fazer bolhas dentro do meu armário pra dar pra uma criança pra bater umas fotos bacanas como essa do teu post. Acho lindas, lindas.

    Amu tu guriazinha querida!
    Bom fim de semana!
    Beijocaaa

    (Ah, e não apareceu aqui a maldita mensagem no teu blog)

    ResponderExcluir
  27. Sam vc é uma fofa, teu cantinho é super iluminado.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  28. E a vida é mágica quando encontramos pessoas como tu Sam, o exato momento do encontro é como uma bolha de sabão, precioso, delicado e bonito. Daí a gente sorri grande.

    Um beijo e um sopro!!

    ResponderExcluir
  29. Que a vida seja leve, transparente e colorida, que seja mágica como as bolhas de sabão.

    um cheiro*

    ResponderExcluir
  30. Gostei muito do teu blog! Parabéns! Bjos

    ResponderExcluir

"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz."

(Exupéry)